.:The worst kind of thief:.
Este blog agora é atualizado no endereço www.tarrask.com/blog

Um dia um pouco mais triste que o normal

O que eu mais escrevi durante a minha adolescência foi relacionado ao RPG.

O primeiro roteiro que eu escrevi foi, com certeza, uma aventura. Hoje, o normal é escrever propagandas. Ou um evento. Uma vez, e não foi idéia minha, eu tive que escrever o argumento de um Live Action, para uma emissora de televisão aqui de Madri, que acabou não saindo.

Minha primeira namorada jogava RPG comigo.

A primeira história que eu escrevi com mais de 50 páginas, que se chamava Memórias de um Kindred (vamos, se não fosse de uma qualidade adolescente, eu poderia chamar até de livro), era baseada em Vampiro: a Máscara. E mais de 3 pessoas disseram que era legal.

Aprendi inglês lendo os livros da segunda edição do AD&D. Hoje, acho que não viveria sem o inglês (e com certeza não viveria sem falar outro idioma).

Aprendi o que eram arquétipos, estrutura de narrativa, estilos e essas coisas lendo RPG. Serviu como base (acho que está até na bibliografia da minha monografia) para um monte de coisas que eu uso, quase que diariamente, na propaganda.

Se não tivesse jogado RPG, acho que até hoje não falaria em público. Apresentar anúncios a um cliente, traquilo e calmo, em outro idioma, nem sob tortura…

Comecei a usar a internet, basicamente, para falar com outros jogadores, em 1995. Emails, a finada Trails, webs estranhas. E daí foi evoluindo. A minha primeira página foi sobre o jogo.

Aliás, e é sempre bom lembrar, mais da metade dos grandes amigos que eu tenho, devo única e exclusivamente ao RPG.

Ei. O nome Tarrask tem uma origem. Tem uma explicação. A grafia correta, Tarrasque, já tinha sido tomada no servidor de registros de nicks do IRC.

Puxa, era para ser um post curto, mas eu terminei encontrando coisas demais.

Bom, o saldo que jogar me trouxe foi positivo.

Descanse em paz, Gary Gygax. Os dados continuarão rolando

Anúncios

7 Respostas to “Um dia um pouco mais triste que o normal”

  1. É cara, perda lamentável… enquanto tantos vivem anos a fio só pra espalhar maldade pelo mundo, o Gary foi embora cedo. Foi o criador de um jogo que me proporcionou muito mais do que simplesmente momentos felizes com meus amigos. Também desenvolvi muitas qualidades jogando RPG, graças a brilhante idéia dele…

    Você obteve um sucesso crítico em sua vida, Gary. Descanse em paz…

  2. alex, brilhantes palavras cara. me vi na sua pele, rs..

    e pedro, “enquanto tantos vivem anos a fio só pra espalhar maldade pelo mundo, o Gary foi embora cedo”. é preciso falar mais?

    a morte de Gary está me emocionando. a comoção entre os jogadores está fantástica.

    rpg é foda mesmo. gary fez muito mais que imaginei. ele fez por todos nós. e só porque era o melhor a fazer.

  3. No fim das contas a sua história, Tarrask, se confunde com a minha.

    Mais da metade dos amigos que tenho vêm do RPG (e olha que são amigos AMIGOS, daqueles que vêm dar o ombro pra chorar nas horas que o cachorro morre envenenado), conheci meu primeiro namorado jogando RPG (e vejam só, por sua causa), aprendi inglês atracada num livro de mage e acabei tatuando um ser mitológioco nas costas. Lembrança de uma época boa, do Forgotten Realms e do Dark Sun, que não voltam mais.

    Bem… foi-se um que indiretamente acabou me esculpindo também.
    Que puxa…

  4. No fim das contas a sua história, Tarrask, se confunde com a minha.

    Mais da metade dos amigos que tenho vêm do RPG (e olha que são amigos AMIGOS, daqueles que vêm dar o ombro pra chorar nas horas que o cachorro morre envenenado), conheci meu primeiro namorado jogando RPG (e vejam só, por sua causa), aprendi inglês atracada num livro de mage e acabei tatuando um ser mitológioco nas costas. Lembrança de uma época boa, do Forgotten Realms e do Dark Sun, que não voltam mais.

    Até o apelido que ganhei (apesar de não tão forte e presente quanto o seu) também partilha das mesmas origens.

    Bem… foi-se um que indiretamente acabou me esculpindo também.
    Que puxa…

  5. E ninguém sabe de onde vem o seu nick também, né, Salix?

  6. num é algo relativo a algum dragão não, é?
    fato q o nome não me é estraho..

  7. Salix copiou descaradamente a Salix de Outono, uma carta de magic insuportável, que tinha a triste mania de encher a paciência e acabar com o jogo dos outros.

    E bem, sem RPG, também não haveria Magic: the Gathering.


Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: